A Vida Não Presta Mesmo

>> sábado, agosto 09, 2008


Uma brincadeira para começar a semana, inspirado no blog das minhas
maravilhosas vizinhas Lily e Bia e suas desavenças sentimentais

O VELHINHO


Uma mulher jovem estava fazendo compras no supermercado, quando notou que um velhinho a seguia por todos os lados. Se ela parava, ele parava e ficava olhando para ela.
No fim, já no caixa, ela se atreveu a falar com ele, perguntando se a estava seguindo, e ele foi dizendo:
- Espero que não o tenha feito se sentir incomodada... mas é que você se parece muito com minha filha que faleceu.

A jovem, com um nó na garganta, respondeu que tudo estava bem, que não havia problema.

O velhinho lhe disse, então:
- Quero lhe pedir algo incomum.

A jovem, ressabiada, lhe respondeu:
- Depende, em que posso ajudá-lo?.

- Queria que você me dissesse 'Adeus, papai', quando eu me for do supermercado, isso me fará muito feliz!

A jovem, sabendo que seria um gesto que encheria o coração do velhinho, aceitou.

Então, o velhinho passou pela caixa, após ter registrado as suas compras.
Aí, se voltou sorrindo e, agitando sua mão, disse:

- Adeus, minha filha!

Ela, cheio de amor e ternura, lhe respondeu efusivamente:
- Adeus, papai!

Ele se foi e a mulher ficou contente e satisfeita, pois, com certeza, havia dado um pouco de alegria ao velhinho. E, então, passou suas compras...

- São R$ 754,00 - lhe disse a moça do caixa.

- Por que tanto, se só levo estes cinco produtos?

E a moça do caixa lhe disse:
- Sim, mas seu papai disse que você pagaria pelas compras dele também...


MORAL DA HISTÓRIA: Até os canalhas envelhecem...

(Que velhinho fdp... E eu aqui que nem um besta, quase chorando...)


NO GINECOLOGISTA

Fim de tarde, um ginecologista aguarda sua última paciente que não chega. Depois de 45 minutos, ele supõe que ela não virá mais e resolve tomar um gim-tônica para relaxar, antes de voltar para casa.
Ele se instala confortavelmente numa poltrona e começa a ler o jornal, quando toca a campainha. É a tal paciente, que chega toda sem graça, e pede mil desculpas pelo atraso.
- Não tem importância, imagine... responde o médico. Olhe, eu estava tomando um gim tônica enquanto a esperava. Quer um também para relaxar? - Aceito com prazer... responde a paciente, aliviada.
Ele lhe serve um copo, senta-se na sua frente e começam a bater papo. De repente ouve-se um barulho de chave na porta do consultório. O médico tem um sobressalto, levanta-se bruscamente e diz:
- É minha mulher! Rápido, tire a roupa, deite na cama e abra as pernas, senão ela pode pensar bobagem...

4 comentários:

Lily 1:38 AM  

hahahahaahaha
adoreeeeeeeeeei o merchan gratuito!!!!!!!! rs

e a história do velhinho foi sensacional!
a outra eu já conhecia!

bjkss

Dani 6:29 PM  

Essa do ginecologista foi foda...
Bjim

Srta Pecinha de Lego 7:08 PM  

Putz! Eu matava esse velhinho. credo!

Escute, estou sem inspiração pra escrever, comentar, cantar uma bela canção ou coisa que ou coisa que o valha.Prometo voltar aqui amanhã menos chata e dizer coisas legais.

beijoooo!

Colombina 8:58 AM  

Hai ai....
Só vc pra me fazer rir.
Velho fi da desgraça!!!
Eu achando tudo tão lindo...

O título caiu bem ao texto!!

Beijo pra vc e pra Lilly