Smoke in the Water - Como parei de fumar

>> quarta-feira, agosto 06, 2008



Sim, sou ex-fumante! Fumei dos 14 aos 22 anos.

Isso foi lá pelo longínquo ano de 2001, dia 3 de dezembro de 2001.

Eu trabalhava na Intelig durante 2 anos e houve uma quebra de contrato com a empresa em que trabalhava, causando a demissão de 40 pessoas. Diante de todo o stress que havíamos vivido nos últimos 2 meses e depois do que aconteceu nada mais sensato, pelo menos para mim, tirar pelo menos uma semana para esfriar a cabeça e pensar numa nova estratégia para voltar a trabalhar. O cigarro até então já não me dava muito prazer. Ou vc acha que fumante fuma cigarro porque faz cócegas? Fumar dar prazer sim cacete! Que o diga o cigarro pós-coito. Com o passar do tempo, o cigarro foi perdendo graça, prazer ou necessidade. Varias ocasiões de stress profissional e acadêmica eu, e mais uma cabeçada, relaxava fumando um cigarrinho para "aliviar a tensão” (se eu soubesse do Shiatsu antes...). O tempo foi passando e a transferência da tensão para o cigarro já não funcionava mais, resolvi diminuir o cigarro por um motivo, precisava passar para um concurso publico e trabalhar na minha mais nova profissão: salva-vidas do Corpo de bombeiro!

E olha que eu não fumava maconha!

No mínimo da sanidade, tudo tem um propósito! Como um camarada que fuma desde os 14 anos iria parar de fumar (parar de fumar não, diminuir o cigarro e olha lá!) e passar em duas provas de natação (piscina e alto-mar) para se tornar Salva-Vidas? Só com milagre de Iemanjá!

"Coincidentemente" encontrei um anuncio bem tímido num cantinho de pé de página escondido um telefone 0800, Disque Pare de fumar (hoje presente em todos os maços de cigarro) onde me orientaram além da alimentação, força de vontade, e outros detalhes (que reproduzo logo a seguir), uma data limite. Eu estipulei 1 mês para parar de fumar (quer dizer, diminuir o cigarro), reduzindo gradativamente até o dia 3 de dezembro de 2001, o dia da prova de natação do Corpo de Bombeiros (ironicamente, naquele ano a prova prática era antes da teórica).

A prova de natação era para começar às 9:00. No dia anterior eu fiquei preocupado e dormi pouco, umas cinco horas pelo menos. Quando cheguei ao Quartel Central do Corpo de Bombeiros em Guadalupe, na Av Brasil, parecia a fila do INSS! Fila para morrer não tem né??????? Segundo a listagem do Comandante, eram 300 vagas e havia 2700 e poucas pessoas na parada. Foda-se! Uma vaga é minha!

Espera, espera, espera, espera e espera. Começaram a prova com baterias de 5 em 5 numa piscina semi-profissional, onde era necessário nadar 50 metros em até 1min e 20s. A melhor de todas foi quando o pessoal que ainda não tinha coragem para nadar fazer uma platéia em volta da piscina! Parecia clássico no Maracanã! Teve cara que perdeu, estourou o tempo e ainda foi vaiado!

E a diversidade de nadadores era estratosférica. Alguém pensa que REALMENTE existem nadadores?

Bom, vc vê de tudo: cara magro, em forma, sarado, gordo, baleia, pelancudo, velho, novo, coroa, esquelético, barrigudo, tatuado (isso é exceção. Tinha várias pessoas tatuadas), esquisito, bizarro, alto, surfista, de sunga velha, sunga nova, sunga de marca, óculos de natação, toca de natação, e até de cueca!!! Foi hilário!!! O Sargento deu uma chamada que não teve como não rir, todo mundo riu! O cara foi para bateria de cueca samba canção preta! A arquibancada veio abaixo! Teve que arrumar uma sunga emprestada com alguém e vestir por cima da cueca! Parecia um pneu de caminhão! Teve cara que nadava igual profissional, amador, semi-profissional, nadava cachorrinho, nadava igual um bicho preguiça e igual a um dançarino de festa Rave. Rave? É sério! Vc nada normalmente, 3 braçadas e respira de um lado, 3 braçadas e respira do outro. Em competição o sincronismo é mais espaçado, nego dá 7 braçadas, 10 braçadas e respira. Sabe quando vc tá numa rave, toca aquele batidão "tuntituntituntituntituntitunti" e tu fica mexendo a cabeça de um lado pro outro igual a um ataque epilético vertical? O cara tava nadando assim! Fora as barrigadas, peitadas e gente que mergulhou em pé, igual a mergulho de piscina de clube! Teve gente que deu câimbra, bebeu água e teve que sair da piscina, e gente até que não sabia nadar! Fala sério, o que um corno desses foi fazer ali? Eu vi, o cara pulou e foi direto pro fundo e ficou! Jogaram bóia e foi resgatado, para alegria da nação! Fora os comentários. Teve um cara saradão, pancadão, todo marcado, definido. Parecia que o cara ia explodir a qualquer momento de tão inchado. Pulou na água, deu uma braçada e deu câimbra! Porra, a arquibancada não perdoou! Falou que ele tomou a bomba no lugar errado e como ele tava inchado quando pulou na água, começou a vazar e saiu os gases!

E teve um caso de milagre religioso tb! Subiu as escadarias um cara por volta de 36, 37 anos, cara barbada, perna enfaixada e de muleta! A incredulidade foi geral, nego ria, gritava "como assim", zoava, fazia piada! O cara encostou a muleta, tirou a faixa do pé, se preparou na borda da piscina, os outros 4 se entreolharam, o sargento que dava o tiro de largada-chegada fez uma cara bovina e...disparou! Mermão, o cara foi e voltou na piscina igual a uma barata d'água! Deslizou na água igual um peixe, isso porque a perna tava ruim! A arquibancada fez aqueles 10 segundos de silencio e explodiu igual um gol de placa! Ele terminou a prova em menos de 50 segundos, e enquanto o pessoal tava chegando na borda morrendo, o cara já tava descendo a escada de muleta! Motivo? O cara era pescador! Nadava desde os 5 anos de idade! O q esperar mais tb?

E lá vamos nós me juntar à próxima bateria. Aquela porra de vestiário lotadíssimo parecia banheiro de boate barata com cheiro de chulé, suvaco, peido e cueca! Todo mundo de sunga e vamos para a piscina ESPERAR ser chamado pelo nome! Montamos a bateria, nos preparamos, fiquei na borda da bateria e tchibun! Completei a primeira volta numa boa, quando eu tava voltando senti aquela rasgação no pulmão, forçando, ardendo, queimando, perdendo o fôlego, ficando mais lento, parecia que eu tava nadando no cimento, até que não agüentei: encostei na borda e fiquei ali esbaforido desesperadamente igual um peixe-boi. O sargento teve a sacanagem de olhar para minha cara e perguntar: o que foi candidato? Cansou? Enjoou? Não gostou? Sai da piscina, ta eliminado!

E lá vou eu de volta para o vestiário chulezento trocar de roupa, com a moral se arrastando pelo pé e me deparo com gente deitada no chão de tão cansada! E depois o exagerado sou eu!

Sai do quartel e joguei meu maço de cigarros no lixo. A partir dali, nunca mais coloquei um cigarro na boca!

Apesar de praticamente fazer natação 10 meses depois desse dia (onde na primeira aula eu vomitei água e descobri consideravelmente o que o cigarro fez ao meu pulmão) não parei mais de me exercitar! E voltei a ter alergia ao cigarro.

Voltando a adquirir alergia a fumaça do cigarro!

No próximo post, descreverei a experiencia pós-fumo (sim, vc vai engordar) os métodos e maneiras para abandonar a parada e a descoberta do fumo coletivo através do Narguilê, onde a interatividade das pessoas é melhor do que a fumaça.

10 comentários:

Colombina 3:05 PM  

Que ótimo!!
Seu KIT textual geração saúde poderá me ajudar um dia!!

:D


Eeeeiita nós...
mas que eu queria estar na arquibancada desse treco, eu queria!!

hauauauhauhauahuahuhauaua

Dani 8:00 PM  

Queria essa força de vontade para fazer dieta...
Ai como eu sofro, rs
Bjim esquizo querido!

drika 1:38 AM  

eu ODEEEEIO cigarro!!!
com todas as minhas forças.

e aí? melhorou?
bjos.

Mony 10:14 AM  

Olá,

Me ensina para de fumar vai!!!
eita historia enrolada..
mas eu não entendi ... vc relamente parou de fumar ???

Beijos

Andréa Motta 11:22 AM  

Assim como você,a minha mãe, que fumava desde os seis anos (Não! você não leu errado!), também precisou parar de fumar na marra; o médico foi bem delicado: "Ou pára ou morre!" E você tem razão: parar faz com que a pessoa engorde; no caso dela , foram 20 kg. No entanto, eu vejo de outro jeito: parar de fumar não engorda; fumar é que consome todas as energias e as pessoas não se dão conta disso.
Você já reparou que, muitas vezes, há um cheiro de cigarro insuportável no ambiente, mesmo que não haja ninguém fumando? Quem fuma não percebe que exala nicotina pelos poros.

Um abraço! Adorei o seu texto; muito bem escrito!

Anônimo 12:02 PM  

Kkkkkkkkkkkkkk
eu vi todas as cenas q vc descreveu!!! Oh Igor, só tu mesmo viu figura?
Acho que vou mandar o meu namorado ler esse texto! rsrs

um beijo na testa!

ps.: vc ta muito sumido. aparece q eu gosto quando vc comenta.

srtA pECINHA DE LEGO!

drika 1:03 PM  

eu não sei fazer rss!
(vergonha!)

Andréa Motta 1:29 PM  

Oi, Igor! O fórum aceita agregador, sim (não vc não falou grego! kkkk) O símbolo do RSS está na barra de endereço do fórum. Beijos!

·٠•●ą мσçą dą ﻝąиєℓą • 12:57 PM  

Amoooooooooooooor

Tô sem computador e toda vez que entro na net é mais rápido do que a foda do galo... passei pra dizer que tô com saudade... e que já já eu volto a escrever!!

BEijoooooooooooos n'alma!!

Rosa 7:43 PM  

Adorei essa história, dá para fazer um curta! É você como narrador, será?!

Na maioria das vezes, só lembramos de abandonar algo, que está demais na nossa vida, quando passamos por alguma situação limite.

Beijão.