Empurrãozinho

>> terça-feira, abril 24, 2007

Recebi esse texto de uma amiga que me manda vários slides fofoletes, miguxês, rosadinhos, musicais, bebezinhos e q Jesus me ama. Alguns, 99%, eu apago. Esse, mesmo com moral da história, é interessante:

Um milionário promove uma festa em uma de suas mansões e, em determinado momento pede que a música pare e diz, olhando para a piscina onde cria crocodilos australianos.

- Quem pular na piscina, conseguir atravessá-la e sair vivo do outro lado ganhará todos os meus carros. Alguém se habilita?

Espantados, os convidados permanecem em silêncio e o milionário insiste:

- Quem pular na piscina, conseguir atravessá-la e sair vivo do outro lado ganhará meus carros e meus aviões.

O silêncio impera e, mais uma vez, ele oferece:

- Quem pular na piscina, conseguir atravessá-la e sair vivo do outro lado ganhará meus carros, meus aviões e minhas mansões.

Neste momento, alguém salta na piscina. A cena é impressionante. Luta intensa, o destemido se defende como pode, segura o boca dos crocodilos com pés e mãos, torce o rabo dos répteis. Muita violência e emoção. Parecia um filme do crocodilo Dundee!

Após alguns minutos de terror e pânico, sai o corajoso homem, cheio de arranhões, hematomas e quase despido.

O milionário aproxima-se, dá-lhe os parabéns e pergunta:

- Onde quer que lhe entregue os carros, e os aviões?
- Obrigado, mas não quero seus carros e aviões.
- E as mansões?
- Eu tenho uma bela casa, não preciso das suas. Pode ficar com elas. Não quero nada que é seu.
- Mas se você não quer nada o que ofereci, o que quer então?

E o homem respondeu irritado:

- Achar o filho da puta que me empurrou na piscina!

Moral da história:

Somos capazes de realizar muitas coisas que por vezes nós mesmos não acreditamos, basta um empurrãozinho.

Um filho da puta, em certos casos, é útil na nossa vida.

Nem foi tão Chapeuzinho Vermelho assim foi?

2 comentários:

Crica 10:22 AM  

É foda! Às vezes temos os instrumentos para fazer, mas dá uma angústia, amarramos nossas mãos e pensamentos também.

Valeu pela história...Desatou alguns nós.

Palikir 5:14 PM  

ée...às vezes não é nem um empurrão que precisamos e sim, de um arremesso!!!

Aliás, estou no seu blog!!! Logo ali do lado direito. Você é o meu segundo leitor oficial, sabia? Meu mundo não é muito frequentado.

Mas zelo pelos meus dois únicos leitores :)

Abs!