O Fim de uma Era

>> terça-feira, novembro 02, 2010




Após um ano muita coisa aconteceu, tudo aconteceu. Realidades foram alteradas, a minha vida mudou por completo, de toda minha família mudou, a maneira que eu penso não é mais a mesma e nunca mais será. Não sou mais o mesmo Igor, o mesmo homem, o mesmo filho, o mesmo irmão, o mesmo amigo, o mesmo ser humano.

Tudo converge para nossa evolução, para nosso crescimento, nossa maneira de ser, nosso modo de ver o mundo. Fui colocado frente a frente com meus conceitos, com meus temores e com aquilo que jamais encarei. Continuo diariamente enfrentando e vencendo um pouco de cada vez.

Vivo o que jamais sonhei em ter. Com alguém que jamais sonhei encontrar. E a cada dia estamos crescendo, aprendendo e construindo. Sou falho, nunca aprendemos o suficiente para o que precisamos e o nosso tempo é muito limitado. Todos temos a nossa rotina, mas precisamos de flexibilidade e jogo de cintura para aceitar as mudanças. Ninguém disse que é moleza. Existem mudanças que são notórias, mas só você mesmo não enxerga. Muitas vezes elas vem de dentro para fora. Ok, quando o jogo muda ou você muda com ele ou está fora. É mais fácil arrancar uma casca de ferida do que um tumor. E mais difícil ainda é compreender em aceitar as mudanças e tirar vantagem da oportunidade que elas oferecem.

Tive que arrancar dogmas enraizado na minha mente, achando que vivia por conta própria e não baseado em resultados vividos por outra pessoa. Foi complexo e trabalhoso aceitar que possamos ter o melhor ou o pior de nossos pais, mas temos a nossa própria personalidade, baseada em experiencias de vida, estudos, cultura, fé, conceitos e escolhas que eles não tiveram. E o resultado disto será o fruto de nosso próprio trabalho. Ainda falo muito, mas aprendi a ouvir mais. Não deixo que barulhos externos abafem minha voz interna. Ainda tenho muito o que ser, o que sentir e o que destituir.

Este blog foi parte da minha vida durante 4 anos. Aqui eu vivenciei e compartilhei cronicas, textos e pensamentos. Conheci pessoas espetaculares, formidáveis e inteligentes. Uma delas em especial  mexeu com minha pessoa, com meus pensamentos, com meus sentimentos e com meu espirito. E hoje ela é minha esposa e vivemos juntos no nosso ap.

Tudo que foi contado e vivido no Esquizofrenia coube até aqui. Esse é, definitivamente, o ultimo post. Tanto seu layout, quanto seu conceito e principalmente seu nome, não faz parte da realidade que vivo hoje. Inclusive a origem dele foi em outro momento, em outro lugar, que já não existe mais. Seu nascimento foi no dia 03 de abril de 2006 e hoje, dia de Finados, estou fechando as janelas, colocando a mochila nas costas, apagando as luzes e trancando a porta da frente.

Ele não está morto. Já aprendi há muito tempo que existe vida após a vida. Assim como na vida real, estou mudando de casa. Preciso de um blog com conceito de Web 3.0, e ele esta quase pronto. O Esquizofrenia ficará para sempre guardado na minha memória por tudo que ele proporcionou. Tanto que seu conteudo será transferido e armazenado no novo blog e seu dominio será deletado, para que outra mente esquizofrênica viva intensamente o seu momento de loucura e prazer.

Quando o novo site for ao ar, todos os amigos serão avisados. Sei que fui uma pessoa ausente no mundo virtual, porém, os amigos e a familia sabe que não estive por aqui para obter alicerces muito mais sólidos. Hoje estou reconstruindo outro projeto arquitetonico no mundo virtual para concretizar o objetivo de uma sociedade em rede: a internet conecta, acima de tudo, pessoas. A inércia natural de uma conexão é aproximar pessoas e para haver conexão é preciso interatividade. 

Afinal, estar conectado, é estar vivo.

Agradeço do fundo do meu coração, um muito obrigado por todos aqueles leitores que me acompanharam, criticaram, opinaram, brigaram, debateram, discutiram, elogiaram e me abraçaram. 

Até nosso próximo encontro.

Igor Vianna Garcia

 As coisas mais belas são ditadas pela loucura e escritas pela razão.


10 comentários:

Andréa Motta 9:16 AM  

Oi, Igor!
Você ficou tanto tempo em silêncio aqui que, ao abrir a minha caixa de email e encontrar um texto do Esquizofrenia, vim correndo deixar comentário.

A vida é assim mesmo cheia de ritos de passagem. Fechar as portas aqui é o seu rito para concretizar todas as mudanças por que sua vida passou.

Deixo meu beijo, meu abraço e ficarei esperando nascer um novo espaço para eu lhe visitar.

Saúl 9:07 PM  

Igorzinho, irmão! E bom comprobar que voçe continua a crescer, a experimentar, e, sobre tudo, a vivir. La estarei com voçe na sua proxima aventura virtual!

cotrimus 9:39 PM  

Amigo,
vc é feliz pq se expõe. Não perca nunca essa capacidade, pq somente desta forma conseguimos tocar no coração das pessoas e principalmente nos permitimos ser tocados.
Siga em frente. A vida muda, tudo muda.
Bjs e abraços saudosos.

Laísa 8:18 AM  

Menino, chega deu um aperto no coração quando li que vc estava fechando essas portas daki. Mas em seguida vi que vem coisa nova por aí e fiquei mais aliviada. Que venham as mudanças, que venham as novidades.
Fico na espera!
Vc faz falta por aqui.

Grande abraço!

Dani 8:12 PM  

"Tudo muda o tempo todo no mundo"... e fico muito feliz dessa mudança e transformação interna e externa.
Que bom que o mundo dá voltas e todas elas são muito importantes para que, as vezes, até terminemos nos 360º - repaginados-,né?

Parabéns pela nova fase e felicidades!

Pablo Ares 5:56 AM  

Igor!
Me alegro muito por você! Siga crescendo, aprendendo e construindo, mais sobre tudo, siga desfrutando a vida.

Grande abraço de un de sus irmãos espanholes!!!

Kamylla Xitous 4:50 PM  

Pena que conheci seu blog tarde demais... =(

Leopoldo 6:20 PM  

Caro Igor
A tua citação não é originalmente de raul seixas, mas de shelley. Quando Brian Jones morreu, Mick Jagger leu um poema de shelley que dizia: "ele não morreu, apenas acordou do sono da vida."

Leopoldo L.R. Pontes

Sil 2:11 AM  

Depois de muito, muito tempo vim aqui passer e dei de cara com este post no minimo perfeito - faco minhas as suas palavras, e preciso mudar, crescer - a internet e isso mesmo, um mundo a parte, que nos rodeia por todos os lados - sao pessoas se ligando uma nas outras, infinitamente.
Fico no aguardo da sua nova casa, reformada, hi-tec. Eu tb tenho uma nova casa, http://familymommy.blogspot.com/, e modesta, simples, assim como vc minha vida mudou e muda a cada dia.
As paginas nao serao arrancadas, mas o caderno esta fechado por tempo indeterminado.
E como vc mesmo dizia - Beijo n'alma.

Eliel Carvalho Ferreira 3:45 PM  

Prefiro acreditar que cheguei no fim da festa, com a esperança de que ela volte com mais força. De vez em quando, virtualmente falando, me abandono também, mas são tempestades sazonais. Assim espero. :-)