Uma dose de amizade

>> quinta-feira, julho 20, 2006


Hoje é dia do amigo. Em vários anos eu não dava muita atenção a essa data (não preciso disso), assim como eu não dava tanta importancia aos dias do namorados (já encarei 5 motéis lotados no dia para nunca mais dar tanta importancia e convencer as mulheres o contrário. Até porque tenho motivos mórbidos para não lembrar desse dia).
O motivo pelo qual eu estou escrevendo hoje é porque algumas pessoas não tem tantas notícias minhas e o meio de informação delas é mais internet do que o telefone.
Durante algum tempo eu estive reformulando e reconstruindo a minha vida. Tá nós fazemos isso todos os dias e são as decisões que tomamos que indicam se estamos avançando ou permanecendo no mesmo lugar. Mas devo dizer que durante algum tempo minhas decisões me levaram a lugares que nunca imaginei trilhar, uns bons, outros ruins e outros péssimos. A velocidade da minha imaginação foi infinitamente mais rápida do que a realidade. Isso me deixou transtornado e tive que rever, repensar, reagir em tudo que já havia conquistado. O resultado foi muito doloroso. Devido a isso, resolvi sair de cena. Diferentemente daquelas pessoas que vivem em função de terceiros, sem autonomia ou lutando por ela e desistindo tornam-se meros espectadores, eu fiquei nos bastidores. Nunca desisti, apesar da minha cabeça entrar em colapso diversas vezes em razão disso, e nunca estaria aqui, "inteiro", se não fosse pelos meus amigos.
Aqueles que converso muito pouco, que deixam alguns recados em e-mails, torpedos e telefonemas, os quais converso quase diariamente, os que comentam no meu site, os que aparecem no meu orkut, os que convivo há mais de 15 anos, os que eu trabalhei e há muito não os vejo, os que remarcam chopps com antigos amigos que nunca esqueçeu (esqueçam a palavra "velho"!rsrsrs), os que já foram íntimos e hoje se tornaram relapsos, os que guardam mágoas, os que já foram amigos e se tornaram chefes e vice-versa, os que pensamos ser amigos, os que já dividiram um telefonema madrugada á dentro, os que já dividiram um porre madrugada á dentro, os que já dividiram uma putaria madrugada á dentro, os que reapareceram, os que distantes, nunca desapareceram, os que não dividem os mesmos pontos de vista mas se entendem, os que acham que sou desbocado e exagerado (acertaram!), os ADAS (amigos dos amigos), as mulheres que do meu coração, já dividiram orgasmos, hoje são sempre amigas, os que estudaram juntos, por pouco tempo e nunca esqueceram, por muito tempo e pouco fui presente: ironias da vida. Os reais, os virtuais, os excepcionais, os animais e os anormais. Todos estão presentes, todos merecem um brinde, todos já passaram pelos meus sonhos. E aqueles que sabem como eu sonho, sabem que a maior parte deles reflete a realidade. Seja do passado, seja do futuro!
Beijos, abraços, um remedinho, uma dose, mais uma dose, um brinde, e felicidades a todos os meus amigos, colegas, inimigos e companheiros! Sem bad-trips!
Feliz Dia do Amigo!

P.S.: Amo todos vocês! Amo a Renatinha, a Tais, O Alex Papa Esfiha, A Núbia, a Monique, a Carla, o Rosenberg, e seja lá quem for. Agora se pedirem mais uma vez para entrar nas ridiculas comunidades pessoais de vcs ou que criaram para vcs no Orkut, como prova de amizade, vou ODI�-LOS! ;-)

5 comentários:

Babsi Baker 7:46 PM  

momento nostalgia!! rsrs

beeeijooos!

Danizinha 8:22 PM  

FELIZ DIA DO AMIGO pra o meu melhor amigo e companheiro, de sempre e para sempre...
Te amo!
Beijos!

Anônimo 11:07 PM  

Um grande beijo pra ti...muito louco este teu escrito...mas bacana.
Bom saber que vc também gosta de escrever...
as vezes faço minhas gracinhas...mas deixo lá nomeu spaces. o endereço é http://marciavitor.spaces.msn.com
feliz dia do amigo...
mas ainda ligo para outra noitada...quem sabe não juntamos a mesma galerinha pra bombar por aí.
até
Marcia Vitor

Saul 9:43 AM  

Me considerare dentro del grupo de los amigos anormales :-P

Abrazo!

Lorenita 9:37 AM  

Beijos, querido!
(Demorei mas li!!!)